Monday, March 29, 2010

não me tenho

Ainda agora te deixei e não me tenho de contente.

Só o facto de te ter tocado na concha da mão, quase entrelaçado os dedos nos teus, ter inspirado o fragor dos teus cabelos, ter-te estreitado contra o peito – foi magia. Estás ainda mais linda do que guardava na memória. Toda a beleza é importante, e a tua é total. Amei falar contigo, ouvir-te, sentir cada palavra, saborear-te devagarinho através da pele suada.

Até domingo, estarei nas nuvens.

No comments:

Post a Comment

Aqui

Total Pageviews

There was an error in this gadget

Followers

Blog Archive