Saturday, May 21, 2011

noite para o dia

Depois de uma noite de insónia pesada e debilitante, a olhar para o tecto através das pálpebras pesadas e cerradas, sem realmente o ver, ora focando-lhe a rugosidade da tinta ora perdendo-me em ondas desfocadas por trás das agulhas que me perfuravam a vista, um dia que correu espantosamente bem, apenas comparável à irrealidade filmada de um argumento destinado a fazer-me brilhar.

No comments:

Post a Comment

Aqui

Total Pageviews

There was an error in this gadget

Followers

Blog Archive