Wednesday, June 29, 2011

AMO-TE

Agora és tu que me fazes explodir de felicidade. Sabes que te chamei "amor" assim a medo, porque é exactamente o que sinto por ti neste momento, e sinto-o exactamente da mesma forma que tu, sem exigências nem limites, mas às vezes esta palavra alarma quem a ouve.

Agora que sei que reagiste a ela da maneira que secretamente esperava, vou querer tanto dizer-ta ao ouvido, dizer-te que te amo e que te quero e que te desejo e que és tudo para mim neste momento, e saber que nenhuma destas expressões é um papão com significados negros como tentáculos, que não trarão exigências ou acusações along the line, que são apenas expressão de prazer e de alegria, assim como um sorriso de orelha a orelha, daqueles sorrisos parvos que nem sabemos que o temos na cara, está lá apenas porque espelha o que nos vai no íntimo, que nos faz ferver o sangue e derreter por dentro, que temos de expressar de qualquer maneira, que nos faz arrepiar os pêlos da nuca e dizer coisas que têm de sair, de subir aos céus numa avioneta e escrever letras apaixonadas no quadro azul, com todas as cores que o arco-íris torna disponíveis aos comuns mortais...

AMO-TE

3 comments:

Aqui

Total Pageviews

There was an error in this gadget

Followers

Blog Archive