Wednesday, December 13, 2017

o bom e o bonito das campanhas

Toda a gente nasce com noções próprias de bonito e feio, dos brinquedos às roupas, do desenho dos espaços ao dos alimentos e, claro, dos animais e das pessoas. Estes anúncios só servem para atirar areia para os olhos. Digam que não importa ser bonito ou feio, o que importa é aquilo que se é. Mas trocar o significado das palavras só para servir uma narrativa de integração é ridículo. 

Ser bom não é ser bonito. Ser honesto, íntegro, inteligente, empático, isso é o que interessa ser "por dentro". Ter um corpo bonito é outra coisa. Deixem-se de superficialidades, uns têm um corpo bonito, outros não. Procurem dentro o que vos saiu na rifa e o que podem melhorar. Deem importância ao que têm de bom, independentemente de ser bonito. Lembrem-de que temos cinco sentidos e só um deles permite distinguir o bonito do feio. Está em minoria.

No comments:

Post a Comment

Aqui

Total Pageviews

Followers

Blog Archive